Anorexia e Bulimia são Desenvolvidas na Pré-adolescência, diz Psicólogo

A busca excessiva pela magreza e por medidas perfeitas se tornou um comportamento em evidência nos últimos anos, principalmente no universo feminino, provocando muitas vezes distúrbios alimentares, como anorexia e bulimia.

 

No mundo das celebridades isso não é muito diferente. Famosas como Mary-Kate Olsen, Demi Lovato, Kelly Clarkson, Lily Allen e Lady Gaga já revelaram sofrer com problemas de transtornos ligados à alimentação.

Segundo o psicólogo Virgílio Gomes, coordenador do Programa de Cirurgia da Obesidade do Hospital Adventista Silvestre, a principal característica de uma pessoa que desenvolve um distúrbio alimentar é a recusa do paciente a manter um peso corporal na faixa normal mínima associado a um temor intenso de ganhar peso. A pessoa tem uma auto-percepção distorcida, provocando a recusa da alimentação, caracterizado como anorexia, ou indução ao vômito, a bulimia, e colocando a própria vida em risco.

“A definição clássica da Anorexia Nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por limitação da ingestão de alimentos, devido à obsessão de magreza e o medo mórbido de ganhar peso. Já a Bulimia consiste em compulsões periódicas e métodos compensatórios inadequados para evitar ganho de peso, geralmente através da purgação [indução ao vômito] e uso de laxantes ou medicamentos similares”, explicou o psicólogo ao SRZD.

Os distúrbios alimentares costumam se desenvolver na pré-adolescência, quando as orientações sobre alimentação saudável e entendimento e aceitação das mudanças corporais devem ser ainda mais trabalhadas.

“Raramente inicia antes da puberdade, mas existem indícios de que a gravidade das perturbações mentais associadas pode ser maior nos pacientes pré-púberes que desenvolvem a doença. Entretanto, também há dados que sugerem que quando a doença se inicia durante os primeiros anos da adolescência (entre 13 e 18 anos de idade), ela pode estar associada com um melhor prognóstico. Mais de 90% dos casos de Anorexia Nervosa ocorrem em mulheres. O início do transtorno raramente ocorre em mulheres com mais de 40 anos”, afirmou Virgílio Gomes.

Segundo o psicólogo, os transtornos de alimentação costumam ter uma prevalência maior em sociedades industrializadas, nas quais existe abundância de alimentos e onde, especialmente no tocante às mulheres, ser atraente está ligado à magreza.

“Fatores culturais podem influenciar as manifestações do transtorno especialmente os ligados as exigências dos ideais de beleza”, explicou.

Fonte: SRZD

 

Deixe uma resposta

Atendimento via WhatsApp!